top
logo

Documentos

Subscrever

Visitantes

Temos 73 visitantes em linha

Home Janeiro
Janeiro
Volgogrado e a Conquista da Eurásia: terá a Casa de Saud visto o seu Estalinegrado? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Mahdi Darius Nazemroaya

Foi colocado online na área de Documentos em 31 de Janeiro de 2014

Publicados em: “Global Research”, em 3 de janeiro de 2014: http://www.globalresearch.ca/volgograd-and-theconquest-of-eurasia-will-the-house-of-saud-see-its-stalingrad/5363440

Tradução do inglês de AP

 

Os acontecimentos em Volgogrado são parte de um corpo maior de acontecimentos e de uma luta multifacetada que tem vindo a decorrer há décadas como parte de uma guerra-fria depois da Guerra-fria – a guerra pós-Guerra Fria, se preferirem – que foi o resultado de duas guerras mundiais predominantemente eurocêntricas.


Volgogrado e a Conquista da Eurásia: terá a Casa de Saud visto o seu Estalineg
rado?
Volgogrado e a Conquista da Eurásia: terá a Casa de Saud visto o seu Estalinegrado?

 
A classe operária e as camadas populares precisam de um Partido Comunista forte PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Dimitris Koutsoumpas

Foi colocado online na área de Documentos em 27 de Janeiro de 2014

Publicados em: http://www.marxists.org/reference/archive/stalin/works/1933/12/25.htm

 

Sabemos que tanto a contra-revolução na União Soviética como nos demais países socialistas, como o eurocomunismo nas décadas anteriores prejudicaram o movimento comunista, não só em Itália e no resto da Europa, mas também a nível internacional. Semearam entre os trabalhadores a decepção, a desmobilização, ilusões sem saída de que supostamente se pode encontrar uma solução «no quadro» do capitalismo, através de governos de «esquerda», «patrióticos», supostamente através de uma melhor gestão, mais «justa» do capitalismo.


A classe operária e as camadas populares precisam de um Partido Comunista forte
A classe operária e as camadas populares precisam de um Partido Comunista forte

 
Conversa com 0 Sr. Duranty – Correspondência do New York Times PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

I V Stálin

Foi colocado online na área de Documentos em 27 de Janeiro de 2014

Publicados em: http://www.marxists.org/reference/archive/stalin/works/1933/12/25.htm

Tradução do inglês de PAT

 

O problema da indústria está resolvido. O problema da agricultura, dos camponeses e das fazendas coletivas – o mais difícil de todos – também já pode ser considerado resolvido. Agora, temos de resolver o problema do comércio e transporte.


Conversa com 0 Sr. Duranty – Correspondência do New York Times
Conversa com 0 Sr. Duranty – Correspondência do New York Times

 
A DIMENSÃO EUROPEIA DO OPORTUNISMO: O PEE E O PAPEL DO PCE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Ástor García e Raúl Martínez

Foi colocado online na área de Documentos em 24 de Janeiro de 2014

Publicados em: http://pcb.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=6980:adimensao-europeia-do-oportunismo-o-pee-e-o-papel-do-pce&catid=129:diversos

 

... a constituição do Partido da Esquerda Europeia (PEE) como instrumento para a construção de um polo oportunista de dimensão continental e força para a colaboração de classes no marco da União Europeia, torna necessário que os partidos comunistas que fundamentam sua política no marxismo-leninismo exponham com clareza seus pontos de vista sobre esta nova coalizão de forças oportunistas, que são, como veremos, “recomendadas” pelo capital.


A DIMENSÃO EUROPEIA DO OPORTUNISMO: O PEE E O PAPEL DO PCE
A DIMENSÃO EUROPEIA DO OPORTUNISMO: O PEE E O PAPEL DO PCE

 
Clichés ou verdades sobre a Primeira Guerra Mundial? Resposta a Nicolas Offenstadt PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Annie Lacroix-Riz

Foi colocado online na área de Documentos em 24 de Janeiro de 2014

Publicados em:  “Initiative Communiste”, mensário do Partido do Renascimento Comunista em França (PRCF), n.º 140, de janeiro de 2014 (pp.14 e 15)

 

A «oligarquia financeira» – atualmente mais do que centenária – resistiu à baixa dos preços e da taxa de lucro cartelizando, baixando os salários e os lucros não monopolistas, em resumo, lançando o peso da crise «sobre o resto da população». Mas não conseguiu abolir a sobreprodução, isto é, a insuficiência da taxa de lucro esperado em relação ao capital investido ou a investir, nem superar as rivalidades e contradições que a dilaceram


Clichés ou verdades sobre a Primeira Guerra Mundial? Resposta a Nicolas Offenst
adt
Clichés ou verdades sobre a Primeira Guerra Mundial? Resposta a Nicolas Offenstadt

 

 
« InícioAnterior123SeguinteFinal »

Pág. 1 de 3

bottom
top

Mais Recentes

Popular

Procurar na Biblioteca


Procurar: 
Autores: 
Título: 
ISBN: 
Descrição: 
Publicado: 
Categoria: 

bottom

Produzido em Joomla!. Valid XHTML and CSS.

eXTReMe Tracker